Pixação? Não, só um novo Black bloc de ideias. Uhuuu!!!

metrô

Não é mais a máscara que esconde o rosto, mas o decalque não identificado que desmascara a safadeza com o dinheiro público. Placas colantes idênticas às oficiais revelam a maracutaia havida no Metrô paulista. Os dizeres são: “Este trem foi superfaturado em uma licitação fraudulenta”. A prática se transformou num viral cuja ideia saiu, claro, da internet, com mais de 5 milhões de compartilhamentos.

O designer gráfico André Buika que não é o autor da ideia, recriou a imagem. Em entrevista à Folha de SP afirmou: “Até estou procurando o verdadeiro autor. Queria me explicar e contar que refiz a arte para as pessoas espalharem”. Já o blogueiro Aldine Paiva, 36, publicou o link para a imagem. Registrou 10.000 visualizações em 24 horas, mas também não sabe quem é o autor original. “A ideia é que o máximo de pessoas reproduza, baixe, imprima e cole por si mesma”, diz. “É bacana usar o layout do próprio Metrô.”

Já o Metrô em nota afirmou que “é contra ações que causem danos ao patrimônio público, por isso já tomou as medidas necessárias para retirar os adesivos e evitar que voltem a ser colocados”. E afirma que “não se trata de cercear a liberdade de expressão, mas zelar pela conservação dos trens”. Não explicou quais “danos ao patrimônio público” pode haver numa folha de papel colada. Muito menos contendo uma mensagem que pode ser a mais pura e límpida verdade. Aí parece estar o grande temor da administração do Metrô: a verdade. Mas uma coisa é certa. Como conter a iniciativa? A resposta é apenas uma: impossível. Antigamente se dizia: “se esta moda pega…” Em épocas de internet, a moda lançada já é pegada. Metrô: chupa!  OBSERVATÓRIO GERAL.

Anúncios


Categorias:Cidadania online

Tags:, , ,

%d blogueiros gostam disto: