A arquitetura do corpo pelo fotógrafo Alejandro Zenha

O OG entrevista Alejandro Zenha, arquiteto e fotógrafo de paisagens humanas, concretas e nuas, em interessantes composições de texturas visuais e instigações de uma existência às vezes esquecida: o corpo, não para o fácil consumo publicitário, mas para encantamento de uma alma que só a arte consegue revelar. Também não seria o corpo referido por…

A prisão

Esta semana deu-se a prisão de um ex-ministro importante. Não um desses cuja pasta ministerial é uma desfaçatez ao povo e não serve mesmo para nada a não ser prejudicar o caixa do país. Horas depois o juiz revogou a prisão. Internamente, no mundo jurídico, a revogação é nada demais. Um arrependimento humano, mundano, louvável….

Radicalismos, autoritarismos, intolerâncias e o esgarçamento da democracia

  Setores importantes do cenário atual, seja no jornalismo, na justiça como um todo, na política, na educação ou na sociedade em geral vêm sendo vitimados por um radicalismo cultural de fronteira. Um que chega a se situar no limiar da agressão. Inclusive física, baixa e efetivamente infame, a partir de que não se contenta…

Estará a PM de saco cheio?

  O policial militar é um produto cultural da sociedade brasileira. Em certa medida um produto estranho. Não se beneficiou da democratização em 1988. Mas não teve culpa nisso. Mantiveram-no, esdruxulamente, como uma polícia militarizada. Batendo continência. Os de baixo obedecendo inquestionavelmente os de cima e por aí vai.   A PM e o Corpo…

E segue a festa

Se a interinidade de Michel Temer foi marcada, logo nos primeiros dias, por uma desastrosa sucessão de ministros enrolados com investigações policiais, caindo um após o outro, coisa que jamais ‘deveria’ existir – admita-se que a ‘retidão moralista’ aí não seja farisaica, como toda ela costuma ser-, o governo definitivo de Temer se mostra, agora,…

O neogolpe, os cínicos e os vitoriosos

  O título vem com uma tentativa de conceito e duas percepções.   Talvez eles ‘contribuam’ – que ingenuidade-, para os que têm dificuldade com uma leitura menos primária, ou atávica a si própria, nesses tempos sofisticados de compreensões tão complexas.   Talvez eles só desmascarem quem tenta se esconder numa ideologia válida, ácida, intolerante…

O MP e sua tentativa de validar ‘prova ilícita’

Para quem acredita que as ‘medidas’ propostas pelo Ministério Público contra a corrupção representam a honestização do Brasil é importante ler a nota oficial da Ordem dos Advogados do Brasil, seção São Paulo. Sempre vale a pena saber mais, conhecer mais e aprender que validar prova ilícita, na contramão de o que está na Constituição e…

Tudo é democrático, inclusive o “Fora Temer”

  O impeachment, como instituto constitucional, é democrático.   Os recursos judiciais previstos em lei, que muitas vezes a imprensa patrulha e tenta moralizar, são legais, constitucionais, e assim, são democráticos.   As defesas manejadas por advogados, nos processos judiciais também são democráticas, mesmo que muitos da sociedade se regozijem com as ‘perdas’ sofridas por…

“Ao se apaixonar pelo fetiche criminalista, MP se afastou da Constituição”

Uma triste realidade, um preocupante futuro para a democracia, lúcidas e críticas palavras de um membro do Ministério Público federal. Leitura obrigatória para qualquer interessado em assuntos jurídicos e políticos, ou ‘encantado’ com a realidade criminalesca brasileira atual. OG. [CONSULTOR JURÍDICO]. 17 de julho de 2016, 10h08 Por Sérgio Rodas  [CONSULTOR JURÍDICO] O Ministério Público brasileiro de…

Os ‘Diálogos’ do Congresso em Foco e um debate de métodos

  O site jornalístico Congresso em Foco propõe uma rodada de debates para aprovar, segundo a própria proposta, num ‘fórum plural de altíssimo nível, um conjunto de sugestões para o Brasil enfrentar as crises política e econômica e a questão da corrupção’, denominado Diálogos Congresso em Foco. Será esta semana em 14 de julho de…

A lógica do investigado brasileiro: a polícia federal enlouqueceu

  Já reparou que toda pessoa que é investigada pela polícia federal se apressa em dizer que está tranquilo, não deve nada, tudo vai ser explicado? Nunca apareceu alguém que admitisse um erro sequer. Em regra, só depois de espremido pela desgraça do cárcere e humilhação de defecar em público, num buraco no chão é…

Nada como o tempo político para confirmar o triste golpe

  Há certas coisas que não podem deixar dúvida. Se deixarem ‘confessam’. A mera possibilidade de dúvida sobre certos conceitos já mancha o conceito. E um conceito que não deveria ser manchado teria que ser revisto na hora.   O ‘impeachment’ é um conceito assim. Bolsões oposicionistas sonham com a ‘derrubada’ de todo e qualquer…