Estacionamento de bicicletas

da monica maeda

(foto-OG). No Japão não temos estacionamento nas ruas com carros colados em carros, motos atravessadas  e ciclistas no meio dos carros. Cada qual no seu lugar e na hora de estacionar também. Esse estacionamento de moto e bicicletas, da foto, fica em Hokkaido na estação de Sapporo.

Na placa está escrito que ali é uma zona que não se pode deixar as bicicletas e motos, e ao lado da placa onde tem um bicicletinha pendurada na porta, é a entrada do estacionamento. Se você deixar a bicicleta ou moto embaixo daquela placa o seu “brinquedinho” será guinchado.

No Japão a lei de trânsito funciona da seguinte maneira: primeiro os pedestres, ciclistas e motociclistas e por último os carros. Por que os carros por último? Porque a visão do motorista é maior e melhor e o carro é maior, então ele tem que tomar o cuidado de não atropelar ou bater no menor. E mesmo que haja um acidente envolvendo 2 automóveis, não existe a hipótese de um poder estar correto 100% e outro totalmente errado. A culpa fica meio dividida, um pode ficar com 10% de culpa, mas zero nunca fica.

O pensamento dos japoneses é de que os 2 veículos estavam em trânsito e por isso devem tomar todo o cuidado possível e impossível ao dirigir. Monica Maeda, de Tóquio.

Anúncios


Categorias:Cultura

%d blogueiros gostam disto: